Violência Doméstica

Cada vez mais nos dias de hoje, ouvimos falar na comunicação social de vários casos de morte associada a casos de violência doméstica.

Quando pensamos em violência doméstica, tendemos a associar a violência física, mas é muito mais complexo do que isso. A violência psicológica é ainda citada nos dias de hoje como algo secundário e/ou associada às violências física e sexual. Em todos estes tipos de violência temos os direitos e a dignidade da vítima lesados e a exposição permanente a situações de violência podem trazer consequências graves para a saúde mental da vítima.

Estudos demonstram que a violência psicológica ocorre, normalmente, de forma gradual e crescente. Esta inicia-se normalmente de forma subtil e vai-se agravando à medida que o agressor vai ganhando controlo sobre a vítima, sendo que é comum a vítima tentar justificar os comportamentos do agressor, tanto para as outras pessoas como para si mesma.

Diversos estudos apontam que vítimas que sofrem violência psicológica recorrente, perpetrada por seu parceiro íntimo, costumam apresentar significativo sofrimento psíquico e diversos distúrbios psicopatológicos

A depressão e a ansiedade são as psicopatologias mais citadas pela literatura. É comum ainda as vítimas apresentarem insónia, dependência de psicotrópicos e pensamentos autodestrutivos e de ideação suicida.

 

Necessita de mais informações? SIM, fale connosco!

Bibliografia:

FONTES, Giordana C.; DINIZ, Gláucia R. S. Gênero, saúde mental e violência: efeitos adversos daviolência psicológica na saúde mental de mulheres. Seminário Internacional Fazendo Gênero & 13th Women’s Worlds Congress. Florianópolis, 2017.

Sabia que…

Sabia que consumo de álcool dos portugueses alterou-se durante o…
Sabia que
Menu