A Saúde Mental no Pós-Parto

Como já falamos aqui no Blog, a gravidez é uma experiência única que envolve adaptações fisiológicas importantes, e é um momento atribulado para na saúde mental da futura mamã.

Em todo este processo existem grandes alterações hormonais que se prolongam durante o pós-parto. Juntando a isto o processo de recuperação do puerpério e a adaptação ao desempenho do novo papel e muitos outros fatores, a adaptação psicológica pode ser complexa.

No momento do parto a mulher adquire um novo papel: o papel de Mãe, um papel que se caracteriza por mudanças e exigências ao nível da aprendizagem e responsabilidade.

A identificação precoce da presença de fatores de risco e sintomas associados a patologias, como a depressão no pós-parto ou a ansiedade associada aos cuidados ao bebé, e a procura de ajuda especializada, é considerada essencial para uma intervenção protetora da saúde mental eficaz nas situações reconhecidas como problemáticas.

Vários autores identificam como alguns dos fatores de risco para a saúde mental no pós-parto a baixa condição social, uma gravidez ou parto complicado, dificuldades no relacionamento com o parceiro e/ou família, falta de suporte formal e informal, história de psicopatologia, falta de autoconfiança, gravidez não planeada e o temperamento da criança.

Esteja atendo à Saúde Mental das mamãs à sua volta!

Necessita de mais informações? SIM, fale connosco!

 

Bibliografia:

Guerra, M., Braga, M., Quelhas, I., Silva, I. (2014) Promoção da saúde mental na gravidez e no pós-parto. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, especial 1. 117-124

Direção-Geral da Saúde (2015), Programa Nacional para a Vigilância da Gravidez de Baixo Risco; (p38): Disponível em: https://www.dgs.pt/em-destaque/programa-nacional-para-a-vigilancia-da-gravidez-de-baixo-risco.aspx

Sabia que…

Sabia que consumo de álcool dos portugueses alterou-se durante o…
Sabia que
Menu